Diário de Adaptação: Primeiro dia da Princesa na Casa Nova



      Quando nos mudamos muitas vezes estranhamos o novo local, com os animais não é diferente. Prestar mais atenção neles nesse momento é essencial! Pensando nisso resolvi preparar alguns relatos de experiência em relação a adaptação da Princesa, pois pode ajudar alguém nessa fase de mudança.




Reparando nos sinais:


  • A Princesa é dorminhoca, dorme muito, esse foi o primeiro sinal reparado de que houve transtorno para ela nessa mudança. No primeiro dia na casa ela aguentou até não dar mais, chegava a dar cabeçada e não se entregava! Não sei se ela esperava ir para casa depois, mas aparentemente ela está muito feliz em ficar ainda mais pertinho de mim.

  • Ela sempre pede para ir fazer xixi, aqui ela não pediu. Em dois momentos destintos eu abri a porta e deixei ela dar uma volta no pátio, ambas as vezes ela fez xixi. Porém foi eu me deitar que ela resolveu fazer xixi na porta do meu quarto! 

  • Água é uma necessidade básica, estou sempre de olho no potinho dela. Raramente precisa ser enchido pela segunda vez no dia, ontem eu coloquei pelo menos três vezes.


      Agora passaremos por uma reeducação, pois os cheiros mudaram e ela vê como referência do certo ou errado comigo. Por ela já ter 5 anos, quase 6, ela tem um entendimento muito mais rápido do que quando era filhote, então será mais tranquilo de reeducá-la - espero.

       O espaço dela era menor lá (por mais que tivesse toda a casa em acesso) onde ela dormia era do tamanho de um banheiro maiorzinho. Aqui ela fica livre na casa e estou recompensando-a quando toma uma atitude correta, como hoje que ela fez seu xixi de manhã na área interna! Aplausos, brincadeiras e snacks podem ajudar muito no entendimento de que o ato realizado foi bom.

      Por mais que a casa tenha uma boa frente não estou deixando-a solta por lá, ela precisa sentir-se acolhida e não abandonada. Como não sei o que se passa naquela cabecinha, não vou correr o risco dela ter essa sensação comigo em casa!




      Antes da mudança eu a levei na pet para tomar banho e ser tosada, isso porque ela adora ir a pet e fica ainda mais feliz quando é tosada. Queria trazê-la em sua máxima alegria, também comprei ossinhos que ela ama e fiz uma caminha de almofadas confortável.

      Uma coisa que eu fiz de errado, mas não tinha como ser diferente, foi a questão da cama. Eles se sentem mais seguros com sua cama, mesmo em lugar diferente, porém a cama dela gigante não coube na casa nova então até eu arranjar um espaço ou comprar uma nova tive que trocar. Ela entendeu fácil que era a cama dela aquelas almofadinhas com cobertor, mas não é o ideal!

     Para quem não conhece a cama dela clique aqui e confira o vídeo no canal mostrando o antes e depois que eu tinha feito lá na outra casa.










      Fechamos aqui nosso primeiro relato, em breve vou contando as novidades e lá nas histórias do Instagram sempre tem novidade!

Um abraço, Tanara Hormain.

Fontes:
Portal Animal Estadão, Dog Times, Perito animal.

1 Comentários

  1. Oi sua linda!
    Eu tenho dog também e a minha família mudou de casa, desde a parte da mudança levamos o meu cachorro la pra ele ver a casa e tals no começo da obra ele chorava mas um pouco antes da mudança ele ja estava mais acostumado com o lugar e hoje ele ama la <3
    sobre a cama achei mara a dica hahaha como era tudo novo compramos uma cama nova pra ele tbm mas poderia ter sido mais simples com a caminha velhinha que ele ja conhecia!
    amei
    beijos
    www.fotografandofelicidade.com

    ResponderExcluir

O Blog TH valoriza muito seus comentários, pois assim trocamos ideias, opiniões e informações! Adoramos suas perguntas e sua participação. Seja honesto e justo, sem nunca esquecer de ser elegante e educado :D