Mamãe de Primeira Viagem - Rotina




          O quadro Mamãe de Primeira Viagem nasceu para poder trazer experiências de mamães reais que a cada dia descobrem novidades, ganham experiências e que tornaram-se mamães de primeira viagem! Eu, Tanara, ainda não sou mãe, mas um dia serei e quero poder aprender junto com vocês através das experiências de outras mulheres.
            Os posts, a princípio, serão semanal. Como não depende só de mim procurarei o maior número de mamães possível e se você leu esta matéria, gostou da ideia e quer colaborar entre em contato comigo!

      Foto ilustrativa - Crédito: Pinterest

            Adriana Roseno, 21, é mãe do Arthur que atualmente está com 3 meses. Ela contou para o Blog TH sua experiência com a rotina, o que ela mudou tanto para melhor quanto para pior. O outro lado, também real, da maternidade. Confira:

                  Bom, antes de ser mãe, eu conseguia fazer tudo que eu queria, a qualquer hora. Marcava horários e conseguia chegar a tempo, quase sempre até adiantada. Antes de ser mãe eu passava horas e horas pintando as unhas com milhares de cores até decidir qual ficou melhor. Também passava horas em frente ao espelho escolhendo looks para um passeio. E gastava muito tempo cuidando do cabelo. Antes de ser mãe eu ia ao cinema, eu cochilava sempre que chegava do serviço, dormia até 12:00 horas aos finais de semana. Eu saía no frio, sem medo, e sem ter que me preocupar que tenho um filho que pode ficar resfriado por qualquer coisinha.

      Antes de ser mãe eu trabalhava em horário comercial e tinha ânimo de chegar em casa e fazer aquela janta diferente para o meu esposo. Eu conseguia sentar no sofá e ver um filme inteiro sem dormir. Antes de ser mãe eu sempre conseguia terminar a faxina da casa e não tinha roupas para lavar a todo momento. Antes de ser mãe eu era feliz, mas nem se compara com a felicidade que sinto depois de ser mãe.

      Agora que sou mãe, costumo dizer que minha vida virou do avesso... eu virei do avesso, me desdobro, vivo pelo meu filho. Não tenho rotina estabelecida, faço as coisas na hora que ele dá um tempo, [risos]. Desde que ele nasceu não dormi por mais de 3 horas seguidas, não existe um dia em que eu não esteja morrendo de sono. Os banhos são rápidos, tudo tenho que fazer rápido. As vezes durmo com ele durante o dia, quando não estou tão cansada faço alguma coisa em casa. Mas quase sempre procuro cuidar da casa quando meu esposo chega do serviço. Ele fica com o Arthur e eu faço tudo o que posso. Graças à Deus que o Mauricio é um maridão e um paizão. Ajuda a limpar a casa, ajuda com a comida, troca fralda do Arthur, dá banho. Assim não fico tão sobrecarregada, sei que posso contar com ele.

      E mesmo com essa correria toda, todo dia me pergunto como vivi 21 anos sem esse amor incrível que é o de uma mãe por um filho, dou minha vida por ele se preciso for, sem nem pensar. Sou muito mais feliz, não vou ao cinema mais, pois ele é bem chorão, [risos]. Não fico horas e horas cuidando do cabelo e das unhas, e nem fico provando 10 roupas para ir ali no mercado. Ao invés disso fico horas com ele no colo, dando milhares de beijos e cheiros, abraçando ele, namorando (com os olhos) a minha pequena perfeição! 

                  No começo foi difícil, não vou negar. Até eu me adaptar a minha nova vida, meu Deus, foi muito choro que engoli, muita lágrima que não deixei rolar. Essa coisa de ser mãe as vezes dá medo, insegurança, vontade de sair correndo. Medo de não dar conta, de não conseguir criar meu filho, medo desse mundo cheio de tanta coisa que não presta. Mas é como dizem "Quando nasce um filho... nasce uma mãe!" E é a mais pura verdade. Eu jamais havia trocado uma fralda, nem dado banho em nenhum bebê antes do meu filho. Mas quando fui fazer tudo com ele, parecia que nasci sabendo. 
      O tempo vai passando e nós mães nos sentimos mais seguras e alguns medos vão passando, e tem medos que nunca irão nos deixar. Agora minha vida tem muito mais sentido! Apesar das noites e dias mal dormidos, do cansaço, das olheiras... O Arthur sem dúvida é o melhor presente que Deus me deu, é meu coração batendo em outro corpo. Com ele os dias são longos demais, mas o tempo passa muito rápido. E depois... só vai restar saudade dessa vida agitada de mãe!
         

      Você tem experiências e quer compartilhar? Envie ela para tatashhormain@hotmail.com junto com uma foto, o nome e idade da mamãe e do bebê. Assim que receber o e-mail entrarei em contato imediatamente!

2 Comentários

  1. Ser mãe é realmente incrível e mudou a minha vida. A minha pequena já tem quase 3 anos. Então já passei por essa fase de não conseguir dormir e me cuidar por ter que dar atenção total para ela.
    A boa notícia para a Adriana é que dias melhores virão, conforme eles vão ficando independentes a gente vai tendo a "nossa vida" de volta e conforme eles vão crescendo a gente vai ficando com saudade dos primeiros meses <3
    As vezes brinco com a Malu que ela podia encolher de novo só por alguns minutos pra eu ter o gostinho de pegar ela no colo de novo hahaha <3
    www.yankavaz.com.br

    ResponderExcluir
  2. Hahaha . Pois é Yanka , aquela velha frase que toda mãe repete para si mesma quase todos os dias " calma , isso vai passar " ! Independente de qualquer coisa , ser mãe é incrível demais , é um amor que jamais imaginei , um amor imeeeeeenso ♥
    Bjs Adriana Roseno !

    ResponderExcluir

O Blog TH valoriza muito seus comentários, pois assim trocamos ideias, opiniões e informações! Adoramos suas perguntas e sua participação. Seja honesto e justo, sem nunca esquecer de ser elegante e educado :D